Notícias SE MEU CARRO FALASSE 11/09/2015

O que é embreagem antiblocante?

Imagem Artigo

O que é embreagem antiblocante?

Equipe Fórmula Cefast, do Cefet-MG.

A partir de hoje, você poderá acompanhar algumas façanhas da equipe de competição mais animada do país! A Equipe Fórmula Cefast inicia sua coluna aqui no blog com alguns tira-teimas técnicos! Estamos a menos de um mês de competição!!

Começamos explicando como funciona uma embreagem muito usada nos carros de fórmula: a embreagem antiblocante!

embreagem antiblocanteEmbreagem deslizante com discos a seco da Bimota DB7

A embreagem antiblocante surgiu da necessidade de impedir que a roda traseira trave em reduções rápidas no câmbio, com o veículo em alta velocidade ou altos giros. Ela é composta por duas bases, a primeira possui ressaltos que formam garras e rampas, e rolamentos de esferas; a segunda é um cubo estriado com discos de embreagem inseridos.

Como a embreagem antiblocante funciona??

Em uma redução de marchas, a roda traseira exerce intensa força no sentido contrário ao qual o sistema estava girando, travando-o. O ideal é evitar que isso aconteça, provendo o máximo contato entre o pneu e o solo durante a desaceleração.

Para tal, é recomendado o uso da embreagem antiblocante que funciona mecanicamente da seguinte forma:  o corpo principal da embreagem (base estriada) tende a escorregar para fora, por esses planos inclinados, ou rampas (ver desenho), ficando assim a coroa ligada ao virabrequim imóvel, o que gera uma extrema amenização do freio motor.

Um conjunto de molas diferentes das tradicionais trabalha de tal forma que, quando o sistema se movimenta, os discos se separam. Para se obter performances diferentes: um sistema mais ou menos atuante nas rodas, as molas internas podem ser alteradas de acordo com o que se almeja.

No caso de um veículo formula SAE, por exemplo, a embreagem antiblocante irá atuar tanto no sentido de eliminar o freio motor durante as reduções, quanto na eliminação do uso do pedal da embreagem para fazer a troca de marcha que será feita com o auxílio de outro sistema como corte de centelha ou spark cutt, em inglês.

Curtiu? O que mais você quer saber sobre a competição?

Olha ai a galera trabalhando:

Fórmula SAE
Fórmula SAE
embreagem antiblocante
embreagem antiblocante

embreagem antiblocante
embreagem antiblocante
embreagem antiblocante
Riza Braga Fórmula SAE

embreagem antiblocante
embreagem antiblocante
embreagem antiblocante
embreagem antiblocante
Fórmula SAE
Fórmula SAE
Fórmula SAE
Fórmula SAE
Fórmula SAE

Divisória Simples
Veja Também

 Deixe um Comentário

Para deixar seu comentário, se não estiver logado, registre nome e e-mail.
Avatar Usuário
Flávio há 2 anos Responder
Interessante isso! Mas, no que pese o maior equilíbrio do sistema, torna-se preciso freios melhores? Explico a dúvida. Quando o Jacques Villeneuve veio correr uma prova da nossa Stock Cars, há alguns anos, teve dificuldades de adaptação justamente porque estava acostumado com o carro da Nascar, que não usa tanto o freio motor e tem freios mais eficientes. Lendo a tua matéria me lembrei disso.
Confira Mais Notícias