Notícias SE MEU CARRO FALASSE 07/01/2016

Quais são os impostos sobre veículos? O que é o IPVA e o DPVAT?

Imagem Artigo

Quais são os impostos sobre veículos?  O que é o IPVA e o DPVAT?

Fique por dentro dos impostos obrigatórios para veículos automotores, confira:

IPVA

O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é um tipo de imposto de carro  pago pelos proprietários do veículo anualmente. O IPVA é um imposto estadual, cobrado para as pessoas que possuem motocicletas, carros, embarcações, aeronaves e etc.

A arrecadação é feita por cada estado, sendo que 50% do total arrecadado é destinado ao munícipio no qual o veiculo foi emplacado, e a outra metade para o Estado. O valor do IPVA altera dependendo do Estado no qual o veículo está registrado.

As tabelas são divulgadas todo ano no site da Secretaria da Fazenda de cada Estado.

Licenciamento

O licenciamento é outro tipo de imposto de carro. Trata-se de tributo obrigatóro, necessário para que o veículo possa circular. O licenciamento é uma forma encontrada pelo governo de especionar anualmente se o veículo está compatível com as normas ambientais e de segurança do país.

O valor do licenciamento varia de acordo com cada Estado, e o vencimento é de acordo com o final da placa do veículo.

É necessário que o veículo esteja com as documentaçoes, DPVAT (seguro obrigatório), IPVA e multas pagas para a emissão do CRLV (Certificado de registro e licenciamento do veículo).

DPVAT

O DPVAT (Danos Pessoais Causados por veículo Automotores de Via Terrestre) também é um imposto de carro cobrado anualmente. Todas as vítimas de acidente causado por veículos terrestres, sendo o motorista, passageiros ou até pedestres, são beneficiárias em caso de atropelamento e acidentes com ferimento que resultem em invalidez temporária, permanente ou em morte, com direito a receber a indenização individualmente. Se caso o veículo não estiver em dia com o pagamento do DPVAT, ou não for identificado, a vítima tem o mesmo direito de indenização.

O total arrecadado vai para o fundo, e é liberado quando a vítima abre o proceso com o intuito de receber a indenização. 

Divisória Simples
Veja Também

 Deixe um Comentário

Para deixar seu comentário, se não estiver logado, registre nome e e-mail.
Não existem comentários ainda. Seja o primeiro a comentar.
Confira Mais Notícias